Com o anúncio da terceira morte por H1N1 em Jundiaí (SP), o movimento nos postos de saúde da cidade começou a aumentar. Além das três mortes, há cinco casos suspeitos e um confirmado, que está em tratamento.

A meta da Secretaria Municipal de Saúde de vacinar 80% das pessoas que estão no grupo de risco ainda está longe de ser alcançada na cidade. Segundo a secretaria, as grávidas são as mais resistentes à vacina. Nem 60% delas procuraram os postos de saúde.

A vacinação contra a gripe foi prorrogada em todo o Estado de São Paulo até o próximo dia 29 (quarta-feira). Como acontece na região, a maior preocupação da Secretaria de Estado da Saúde é com as gestantes, o grupo que tem menor adesão à campanha.

Além das grávidas, têm direito à vacina crianças de seis meses a dois anos, idosos acima de 70 anos, mulheres que deram à luz há, profissionais da área da saúde, indígenas e pacientes com doenças crônicas.

Fonte: G1

+

Anuncie Gratuitamente

Imóveis, Vagas de Emprego, Negócios e Serviços. Anuncie Gratuitamente no Portal Jundiaí.

É rápido, é fácil e dá resultado.
Ta esperando o quê?

Anuncie Já!