A já anunciada greve dos motoristas e cobradores de ônibus de Jundiaí deve começar na segunda-feira, dia 21. Eles não tiveram suas reivindicações atendidas. Os trabalhadores queriam 6% de aumento real e repasse do INPC de 5,58%.

Segundo o presidente do Sindicato Laurindo Lopes: ”Não era o que queríamos. Sabemos que uma greve no transporte prejudica toda a população, mas não havia outra opção. Nós estamos pedindo os 5,58% de INPC e 6% de aumento real. Não é porque em outros locais, como São Paulo e no ABC foram aceitos os 6% que nós temos de aceitar também”

As empresas afirmam que só conseguem melhorar a proposta se repassarem para os passageiros as tarifas. Lopes diz: ”Isso não nos diz respeito. Não queremos aumento de tarifa, só o aumento salarial da categoria”.

Como sempre, quem vai pagar a diferença são os passageiros que dependem diariamente do sistema coletivo, diante da inflexibilidade de motoristas e cobradores, junto aos empresários que não abrem mão de seus lucros exorbitantes.

 

+

Anuncie Gratuitamente

Imóveis, Vagas de Emprego, Negócios e Serviços. Anuncie Gratuitamente no Portal Jundiaí.

É rápido, é fácil e dá resultado.
Ta esperando o quê?

Anuncie Já!